quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

MARIA BAIANA DIZ QUE SECRETÁRIO DA CULTURA PROMETEU PATROCÍNIO PARA O BLOCO DAS BAIANAS, MAS NÃO CUMPRIU COM A PALAVRA

Foto ilustração: Baianas se preparam para o carnaval
O carnaval de Santa Isabel desse ano não terá a tradicional Ala das Baianas. Quem esclarece melhor essa situação é a dona Maria das Mercês Santos, a Maria Baiana. Ela disse que todo ano montou sozinha o Bloco das Baianas. “Esse ano não seria diferente. Através do meu livro de ouro, iria atrás de patrocínio (visitar comerciantes e empresários) para montar a ala das baianas". 

"Aí o Secretário de Cultura (de Santa Isabel Alencar Galbiati) me convidou para participar de uma reunião com ele no PAT. No encontro (com o Alencar Galbiati) ele disse que a Secretaria da Cultura iria bancar o ala das baianas, através de um patrocínio que viria de um Supermercado de Santa Isabel, e que sua secretária entraria em contato comigo”, disse a Maria Baiana. 

Ela disse que ficou feliz da vida, e que começou a entrar em contato com as mulheres de Santa Isabel que tradicionalmente saem no Bloco das Baianas. Ela disse ainda, que depois começou a ficar preocupada da demora do Alencar Galbiati em entrar em contato. Maria Baiana, disse que só se acalmou depois que encontrou o Secretário da Cultura em uma sessão da Câmara, quando ele a tranqüilizou dizendo que o patrocínio estava garantido. “Fiquei muito feliz e até chorei de alegria”.

Entretanto, Maria Baiana relatou que depois desse último encontro na Câmara Municipal, nunca mais viu o Secretário, e que ninguém da secretaria a procurou ou entrou em contato através de telefone. “São 30 anos de tradição. Nunca precisei da prefeitura para fazer carnaval. O Alencar me deixou na mão, estou muito triste, me atrapalharam, convidei todas as mulheres, estou muito magoada depois de fazerem essa palhaçada comigo e com as componentes do Bloco das Baianas”, desabafou a Maria Baiana. Ilustração: Na foto, baianas se preparam para o carnaval.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Coluna Curtas e Diretas (Resumo da sessão da Câmara de Arujá do dia 24 de fevereiro de 2014).

Honório Rocha
MTEB 64749

PROFESSORES LOTAM CÂMARA DE ARUJÁ PARA PROTESTAR CONTRA O PLANO DE CARGOS E CARREIRA APRESENTADA PELO PREFEITO ABEL LARINI
Os professores de Arujá lotaram as dependências da Câmara no dia 24 de fevereiro, para acompanhar a sessão ordinária. Na sexta-feira (dia 21 de fevereiro) ocorreu uma sessão extraordinária onde foi apresentado o Projeto de Lei do Executivo referente ao Plano de Cargos e Carreira dos professores arujaenses. Ocorre que o presidente do Sindismar Miguel Latini, disse que nem o sindicato muito menos a categoria foi consultada sobre o teor do projeto. Pior ainda, eles alegam que o projeto que foi votado e aprovado pela maioria dos vereadores na sexta-feira, além de não trazer benefícios nenhum para os professores, ainda tira direitos da categoria. A matéria terá 2ª votação. Os vereadores do PT (Renato Caroba e Rogério da Padaria) são contra a aprovação do projeto na forma que se encontra. Rogério disse que o projeto foi votado à toque de caixa na Câmara. Ele solicitou na Tribuna o cancelamento da votação de sexta-feira, por acreditar que o regimento interno da Câmara não foi observado. Rogério alega que não foi respeitado os 10 dias para que os vereadores pudessem analisar o projeto. Os professores vaiaram o vereador líder do prefeito, Reynaldinho (PTB), quando o mesmo tentou defender o projeto. O presidente do Sindismar, Miguel Latini, convocou os professores para uma assembléia para o dia seis (6) de março na Sede do Sindicato. Na próxima segunda-feira, dia 3 de março não haverá a sessão ordinária da Câmara de Arujá em virtude do carnaval. A sessão do dia 3 será realizada juntamente com a do dia 10 de março.

PARAÍBA CAR CHAMA DE DEMAGOGOS OS VEREADORES DE ARUJÁ
Ainda sobre a educação, o vereador Paraíba Car (PSDC) disse que o prefeito (Abel Larini) está há 20 anos no poder e deixou a educação sucateada. Ele disse que o Plano de Cargos e Carreira dos professores tira direitos e não acrescenta nada aos professores. Por esse projeto, os professores não podem mais ficar doentes, pois o atestado médico não será válido para determinadas doenças e o dia será descontado. Ele disse que falta na rede professores de informática e de inglês. Paraíba, denunciou ainda da Tribuna que o prefeito tinha a intenção de aterrar a piscina da Escola Hermínia Araki no Parque Rodrigo Barreto, mas devido às denúncias feitas na Câmara e ao clamor popular, o prefeito voltou atrás. Paraíba também denunciou a nova fórmula de o prefeito aumentar o número de vagas de creches no município, ou seja, o prefeito adotou meio período para as creches. Será que os empresários também vão adotar meio período de trabalho para as mães que precisam de creche? Paraíba Car chamou de demagogos os vereadores de Arujá. 

VEREADORES CRITICAM CARGOS COMISSIONADOS COM ALTOS SALÁRIOS
O vereador Wilson Ferreira (PSB) informou da Tribuna, que ele visitou todas as unidades de saúde do município, e que não gostou do que viu. Wilson denunciou que faltam medicamentos em todas as UBS do município. Em algumas unidades faltam 25 medicamentos, em outras UBS faltam até 50 itens de remédios. No Pronto Atendimento do Parque Rodrigo Barreto não havia nenhum médico pediatra, entretanto, tinha três clínicos gerais. Ele criticou a falta de profissionais na área da saúde, e citou os cargos de 25 de secretários adjuntos, todos eles com altos salários. Disse ainda que algumas secretarias tem quatro secretários adjuntos. Ainda sobre o mesmo assunto, o vereador Paraíba Car, relatou da Tribuna, que Arujá não tem Ambulatório mental. E também criticou os secretários adjuntos: “É um cabide de emprego, farra do boi, são os cabos eleitorais do prefeito que tem esses cargos de secretário adjunto com altos salários. Enquanto isso os professores municipais são os menos favorecidos, tem salário de miséria, e ainda apresentam um Plano de Cargos e Carreira que tira direitos dos docentes”.

PREFEITO MERECIA MOÇÃO DE REPÚDIO POR MENSAGEM MENTIROSA, DIZ VEREADOR
O vereador Rogério da Padaria (PT) continuava irritado com a mensagem enviada pelo prefeito aos vereadores na sessão da semana passada. Na mensagem o prefeito relatava o trabalho que vem sendo feito na cidade. O prefeito citou a área da educação onde teriam sido realizadas as reformas nas escolas. Rogério da Padaria desmentiu o prefeito mais uma vez. Dessa vez ele trouxe slides, que foram apresentados nos telões da Câmara, e que mostravam várias escolas no município com rachaduras, problemas nas caixas de água, problemas de toda ordem. Rogério reafirmou que as escolas continuam sem manutenção. Rogério disse que as obras de Arujá estão sendo tocadas ou com dinheiro do governo federal ou com dinheiro do governo estadual, e pergunta: “Cadê dinheiro de Arujá, cadê a arrecadação de Arujá?”. Ele disse que a mensagem mentirosa do prefeito, merecia uma ação de repúdio.


GUARDA MUNICIPAL ARMADO NA CÂMARA 
Causou estranheza para tudo mundo que estava presente na sessão da Câmara do dia 24 de fevereiro, um Guarda Civil (de Arujá) estar portando um revólver na cintura. Logo o tema tomou conta de grupos de pessoas, que diziam que o guarda municipal não poderia estar armado, e que isso só seria possível através de um projeto de lei municipal aprovado pelos vereadores e devidamente sancionado pelo prefeito. Depois, o vereador Cocera Cabelo (PR), informou da Tribuna que o referido Guarda Municipal de nome Wilson, ganhou através da justiça o direito de portar o revólver no seu dia a dia de trabalho. Cocera disse ainda que o referido membro da Guarda Municipal acabou prendendo em flagrante um ladrão que furtava uma escola de Arujá. “Armado ficou mais fácil para o guarda municipal prender o ladrão”, disse o vereador. Pelo jeito não precisa mais de lei para ter uma guarda municipal armada no município. Basta que todos os membros da guarda entrem na justiça, assim como fez o Wilson.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

EVENTO FESTIVO DO VEREADOR MANO'S, DO CLUBE MILIONÁRIO E ZÉ RICO

No sábado (22 de fevereiro) foi realizado em Arujá no sítio Estância Aquários (região do São Domingos) pelo vereador Mano’s, mais uma edição do evento festivo “Clube Milionário e José Rico”. A festa contou com a participação dos cantores sertanejos Joelci e Joemar, e teve muito churrasco, cerveja e animação. Além do encontro com os amigos, segundo o vereador Mano’s, o evento também teve por finalidade, ajudar a Casa São José de Arujá que abriga menores de 18 anos, em situação de risco. “O dinheiro excedente do evento será destinado a Casa São José”, disse Mano’s. Veja as fotos do evento. (Clique para ampliar a imagem).
Carolina e Angelina 
Toninho, churrasqueiro


Carolina e o neto do Mano's, Nícolas

Cantores sertanejos Joelci e Joemar

Assessor do Mano's, Hélio

Muita cerveja e animação


Convidados do evento festivo



















quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

DEPOIS DE POLÊMICA, VEREADORES SILENCIAM NO CASO DA MOVIMENTAÇÃO DE TERRA NA RODOVIA PRESIDENTE DUTRA


A polêmica envolvendo a gigantesca movimentação de terra na Rodovia Presidente Dutra em Santa Isabel, e que motivou discussões acirradas na sessão do Legislativo isabelense, passou em branco na última sessão da Câmara, no dia 18 de fevereiro. Na última terça-feira um houve um silêncio completo sobre a instalação de uma futura pedreira em Santa Isabel. Nenhum vereador falou, nenhum vereador se manifestou sobre o tema. Como se sabe, na sessão retrasada, um requerimento do vereador Clebão do Posto (PR), onde ele solicitava esclarecimentos e documentos à prefeitura, sobre a imensa terraplanagem realizada às margens da Rodovia Presidente Dutra, foi rejeitado por 10 dos 14 vereadores da Casa de Leis de Santa Isabel.

Depois disso a polêmica pulou para as redes sociais, para as páginas dos jornais locais e está nas ruas da cidade. Segundo os vereadores que rejeitaram o pedido de esclarecimento do Clebão, a movimentação de terra na Rodovia Presidente Dutra é legal e tem autorização (não se sabe de quem até agora?), mas tem autorização. Apesar de os vereadores afirmarem que o empreendimento é legal (o vereador Odilon disse que há autorização para a movimentação de terra) os desmentidos (salvo melhor juízo) sobre a legalidade do empreendimento estão na ordem do dia.  

Primeiramente, veio a notícia de que o cidadão Paulo Sergio Gomes entrou com uma ação no Ministério Público e pediu uma diligência no local da movimentação de terra. Depois foi o vereador Orlando Paixão (PT) disse que até o final do ano passado não existia nenhuma autorização da CETESB para a movimentação de terra na Dutra. Depois se pronunciaram duas  personalidades da política isabelense (Valmir Santos e Glauco Vicente) questionando a regularidade do empreendimento.

Por fim, outras pessoas que fazem um trabalho político na cidade e que acompanham o problema da movimentação de terra na Dutra, questionaram a postura dos vereadores, “que negaram informações não ao autor do requerimento, mas ao povo isabelense”. Eles dizem que saltam aos olhos as irregularidades na movimentação de terra e a falta de documentos para um evento de tal envergadura, além de reafirmarem que a área é de APP. Mas parece que a polêmica e suas conseqüências nem começou ainda. Rumores dão conta de as obras já estariam paralisadas, por conta dessa polêmica.

Um político de prestígio da cidade, que não quis se identificar, disse que é cômodo e simpático aos eleitores, os vereadores que não se pautam pela transparência, falarem em geração de emprego. “Defender empregos sem transparência, na base dos fins justificam os meios, sem ética, é preocupante. Pior do que isso são os vereadores que se pautam pela ética, pela lisura e pela transparência fazerem o papel de vilões, ou seja, eles são contra a geração de empregos no município, havendo nesse caso uma inversão de valores”.

“Ser a favor da transparência e da legalidade, não quer dizer que se é contra geração de empregos. Mas a imagem que querem colar nos vereadores que exigem transparência e informação, é de que são contra a instalação de uma pedreira em Santa Isabel, e conseqüentemente contra a geração de 400 empregos para o município. É uma desonestidade esse tipo de postura. Ora, esses 10 vereadores que votaram contra a transparência têm medo de quê? Existem motivações inconfessáveis por de trás dessa história toda? Existem fatos a esconder? Afinal, a Câmara de vereadores não é guardiã maior das Leis?”.   




  

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

RECANTO APOENA VAI FECHAR AS PORTAS

Recanto Apoena: Vai fechar as portas
O vereador Clebão (PR) informou na última sessão da Câmara que os proprietários do Recanto Apoena vão fechar as portas. A área de lazer, composta de pousadas, restaurante e muita área de lazer e pesca, às margens da represa de Santa Isabel, fechará as portas no dia 21 de abril desse ano. Segundo o vereador Clebão, os empresários informaram que já estavam decididos a fechar o estabelecimento há alguns anos atrás, mas esperaram a última eleição municipal, ao qual depositaram esperança no atual administrador municipal, mas, decepcionados mais uma vez, resolveram terminar de vez com o negócio. O motivo é a falta de infraestrutura, estrada ruim de terra, falta de iluminação, telefones ruins (fixo e celular) e outros problemas. Clebão lamentou profundamente o fechamento da Pousada Apoena, que além de tudo trás desemprego. Ele disse que os investidores e empresários estão indo embora de Santa Isabel, devido a falta de infraestrutura e de incentivos por parte da prefeitura. O vereador Clebão criticou o prefeito Gabriel Bina (PV) que está no poder há mais de um ano e não investiu nada no setor de turismo e nem conversa com os investidores dessa área.


ETA 1 PODE VIR ABAIXO, SE CHOVER VÁRIOS  DIAS SEGUIDOS, DIZ VEREADOR




O presidente do Legislativo isabelense, Luizão Arquiteto (PR) visitou a Estação de Tratamento de Água do bairro Treze de Maio (ETA 1) e, além de registros fotográficos, fez uma série de denúncias. Ele disse que a situação estrutural da Estação de Tratamento de Água é crítica, e toda a estrutura, se chover vários dias seguidos, pode vir abaixo. “Pode acontecer uma tragédia, uma tragédia anunciada”, disse o Luizão. Ele relatou que existem muitas rachaduras, muitos vazamentos, e o piso, próximo do registro estaria fofo indicando mais vazamentos. Ele relatou na sessão da Câmara, de que não está sendo feito limpeza na estação, muito menos manutenção. Luizão citou ainda que o livro de registro (de responsabilidade de funcionários municipais) acusa a visita do Paulo Lima e do Reynaldo na ETA 1 no dia três de janeiro de 2014, portanto, os responsáveis pelo sistema de água em Santa Isabel, estão sabendo da gravidade do problema.  Respondendo ao vereador Odilon (PP) o vereador Maurício Platz (PSDB) disse para fazer a reforma do ETA 1 teria que parar a distribuição de água que serve 70% da população de Santa Isabel. “Como vai parar o abastecimento de 70% da população da cidade?, pergunta o vereador. Por sua vez, o vereador Odilon, disse que tem a solução para reforma do ETA 1. “Tem que fazer um reservatório (provisório) do lado da Estação de Tratamento de Água, até concluir reforma”.  Segundo vereador Maurício Platz, a primeira medida da Sabesp, assim que ela assumir o sistema em Santa Isabel é construir outras estações de tratamento de água.  



LUIZÃO ARQUITETO AMEAÇA IR PARA OPOSIÇÃO FERRENHA, SE PREFEITO NÃO COMPRAR TERRENO PARA CRECHE DO ELDORADO 

O vereador Luizão Arquiteto (PR) além das denúncias sobre a precariedade estrutural da Estação de Tratamento de Água (ETA 1) mandou um recado (ou seria uma ameaça?) para o prefeito Gabriel Bina (PV). “Quando é que o senhor (prefeito) vai enviar (para a Câmara) decreto para a compra do terreno da creche do bairro Eldorado? Se o senhor não vai comprar o terreno, seja homem e assuma que a creche não prioridade. Se o senhor (prefeito) não assumir o compromisso da compra do terreno, vou começar a fazer oposição ferrenha, ainda não sou oposição”, disse o presidente da Câmara. O vereador Luizão já tinha informado no ano passado que a Câmara de Santa Isabel economizou 1 milhão de reais de seu orçamento, com o intuito de construir uma creche no Eldorado, tendo em vista que no referido bairro, o déficit de vagas de creche é muito grande. Esse ano, através de uma reunião do Presidente da Câmara com o Chefe do Executivo, ficou acertado que o prefeito usaria uma parte do dinheiro economizado pela Câmara, para minimizar a crise de água em Santa Isabel. O pedido do dinheiro partiu do prefeito. O presidente aquiesceu, entretanto, a demora para por o projeto da creche em prática, irritou o presidente do Legislativo. Comentários de alguns políticos: O perigo é o prefeito gastar todo o dinheiro que a Câmara economizou, e o Luizão ficar chupando o dedo. Eles dizem que o dinheiro da cidade é um saco sem fundo nas mãos desse prefeito, e ninguém vê melhorias em Santa Isabel.



PREFEITO GABRIEL BINA EXPULSA VEREADOR DE REUNIÃO POR NÃO SER DA BASE DO GOVERNO

Até os vereadores da base governista ficaram constrangidos com a atitude do prefeito Gabriel Bina

O vereador Neurisvan Lucio, conhecido por Negavan (PT) foi expulso pelo prefeito Gabriel Bina (PV) de uma reunião onde se encontra outros vereadores.  

O prefeito disse que ele não poderia participar da reunião por não ser da base governista, ou seja, por ser do bloco de oposição, ele foi vetado pelo prefeito de participar da reunião. 

Negavan explicou que houve uma reunião na semana passada, onde o prefeito disse que toda terça-feira haveria reunião com a participação de todos os vereadores. Mas para surpresa do Negavan, ocorreu esse incidente. 

“Me senti humilhado, não devo nada ao prefeito, fui eleito pelo povo. Ele (o prefeito)  humilhou um ser humano, se ele fez isso comigo, imagina o que ele faz com o povo”. Entretanto, Negavan, disse que se o prefeito quiser vir no gabinete dele, será bem recebido, e se o prefeito o chamar para uma reunião na prefeitura, ele vai, “pois sou um homem, não sou igual ele”. 

O vereador Odilon Fernandes (PP), disse que se estivesse na reunião, teria saído junto com o Negavan. “Isso não se faz”. Odilon, disse que ficou acertado que toda terça iria ter reunião, mas não ficou pautado que era só com os vereadores da base governista. “Falta experiência política ao prefeito Gabriel Bina”.   

Outro vereador do PT (Orlando Paixão) também foi impedido de participar de uma reunião com a presença do prefeito. Segundo o Orlando Paixão, ele foi para a posse do novo Secretário de Saúde, evento que acabou não ocorrendo. No lugar da posse, houve uma reunião com funcionários da prefeitura, onde o prefeito barrou a presença do vereador Orlando. Mesmo sendo proibido de entrar na sala onde ocorria a reunião, Orlando permaneceu do lado de fora. “Assim que o prefeito saiu da sala, perguntei se a reunião tinha acabado, o prefeito respondeu secamente que sim, e sem falar mais nada foi embora. Além de transparência, falta educação ao prefeito”, disse o vereador petista.  

Outro vereador que criticou a atitude do prefeito foi o Jorge Vidal. “É inconcebível o que o prefeito fez, ele não poderia agir dessa forma, o bom político não faz isso, me solidarizo com o Van. Educação é regra de civilidade”.   

O vereador Luizão (PR) também desaprovou a atitude do prefeito. “Fiquei estarrecido com a notícia. Fizemos a primeira reunião com o prefeito, depois do recesso. Todos nós (vereadores) ficamos comovidos e preocupados em ajudar o prefeito, e hoje o senhor me dá uma resposta dessas, por pior que seja a oposição, o senhor não tem direito de tirar uma pessoa de uma reunião, você deveria rever seus conceitos, é inacreditável, é ridícula sua postura”, disse o vereador Luizão.  O vereador Ademar Barbosa (PDT) até tentou defender o prefeito, mas sem convencer. “Houve falha de comunicação, estão tentando induzir o prefeito ao erro”.








terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

COLUNA CURTAS E DIRETAS DE ARUJÁ

HONÓRIO ROCHA
MTB 64749

MENSAGEM MENTIROSA
A mensagem do prefeito aos vereadores, lida pelo primeiro Secretário Castelo Alemão (PTB) parece que não agradou aos pares. Cheira surrealismo. Ouve críticas logo a seguir do vereador Rogério da Padaria (PT) que desmentiu “as maravilhas na área da educação e no que diz respeito à saúde dos prédios escolares”. O vereador Paraíba Car (PSDC) também criticou de forma virulenta a saúde pública do município, que na mensagem do prefeito estaria uma maravilha também. A verdade é que a mensagem do Poder Executivo não corresponde com a realidade do município, principalmente no que diz respeito à educação, saúde pública municipal e também segurança (veja o imbróglio da Guarda Municipal). A mensagem pra lá de otimista, fora da realidade, expôs o prefeito a sanha dos críticos. Ou os assessores do prefeito falharam (será que o prefeito leu a mensagem?) ou poderia ter havido mais prudência nas declarações, quando a mensagem poderia ter sido mais realista e menos pirotécnica. Ou será que o prefeito decidiu se expor e correr riscos de desmentidos e críticas ácidas.  

ESCOLAS CONTINUAM SEM MANUTENÇÃO
Relatório do Executivo de Arujá, lido pelo primeiro secretário Castelo Alemão (PTB) na sessão da Câmara de Arujá do dia 17 de fevereiro, deixou o vereador Rogério da Padaria (PT) um tanto quanto possesso. A mensagem do prefeito detalha as ações da prefeitura no ano de 2013. Com relação à Secretaria de Educação, o relatório cita que as escolas do município passaram por manutenção e todas estão em perfeito estado, sem problemas. Desde o início de seu mandato, o vereador Rogério sempre pautou seu trabalho em fiscalizar a área da educação. Ele sempre visitou as unidades educacionais do município, levantando os problemas das escolas (que não são poucos) conversando com as diretoras e com as mães de alunos. Ele disse que o relatório é mentiroso, e que apesar de a prefeitura ter gasto 55 milhões de reais com a educação em 2013, além de faltar merenda escolar, os problemas nas escolas continuam, como por exemplo, vazamentos de água, rachaduras nas paredes, mato alto nas escolas, alambrados quebrados, problemas hidráulicos e elétricos, ou seja, falta todo tipo de manutenção na maioria das escolas municipais.  

VEREADOR PARAÍBA CAR, DIZ QUE SAÚDE DE ARUJÁ É UMA FARSA
O vereador Paraíba Car (PSDC) criticou de forma ácida a situação da saúde pública em Arujá. Ele relatou de forma irônica que Arujá tem um Hospital Geral, que disponibiliza 41 médicos (Clínico Geral). Ele pergunta: será que eles recebem salários? (insinuando tratar-se de fantasmas). Anestesista seriam 13 (onde estão?) e Pediatra são 12. Paraíba acrescentou na lista de médicos 14 Ginecologistas/Obstetras. Quanto ao ortopedista, o vereador da oposição disse que existe apenas um que atende três vezes por semana. Paraíba Car argumentou que essa lista está no CNES e é pública, qualquer um pode acessar via internet. O vereador, disse que ninguém vê esses médicos, que o Hospital Geral é uma mentira e que há filas e filas de espera apara atendimento de pacientes. Ele criticou também o Conselho Municipal de Saúde, dizendo que na entidade só tem membros do governo. Por fim, Paraíba Car falou também que o líder do governo (Reynaldinho) não tem coragem de explicar sobre a farsa desse Hospital Geral.   

GUARDA MUNICIPAL
O vereador Wilson Ferreira, disse que já passou da hora de o prefeito resolver o problema da Guarda Municipal de Arujá. Ele argumentou que não dá mais para esperar o Ministério Público resolver a questão (o concurso público da Guarda Municipal está parado na justiça desde 2011). O vereador falou que o quadro da Guarda Municipal está defasado, e que pelo menos essa lacuna tem que ser resolvida imediatamente. Wilson citou ainda que as escolas municipais não estão sendo patrulhadas devido ao pequeno efetivo de guardas. O vereador argumentou ainda que o contingente de guardas municipais é ínfimo para a cidade, além disso, os equipamentos da corporação são antigos e sucateados. O vereador é de opinião de que a Guarda Municipal seja armada, mas isso é discussão é pra outra hora. No momento tem que resolver as prioridades da Guarda, que não são poucas, disse.

SHOPPING CENTER ARUJÁ
O vereador Wilson Ferreira (PSB) lembrou que logo mais (no mês de março) serão iniciadas as obras da construção do Shopping Center de Arujá. Como compensação, os empreendedores do Shopping, vão construir um equipamento social para o município, o que a princípio poderia seria uma creche. Hoje, na verdade, ninguém sabe se será uma creche, uma unidade escolar, ou uma unidade de saúde, por exemplo. Os empreendedores gostariam de no anúncio do início da construção do Shopping, também anunciar a construção do equipamento social. Só que para isso, depende de a prefeitura enviar um projeto de lei (de outorga) para a Câmara aprovar, e isso não foi feito até agora pelo Executivo.

TRÂNSITO EM ARUJÁ
O Vereador Gabriel dos Santos (PSD) chama a atenção da prefeitura sobre o trânsito em Arujá. Não é novidade para ninguém que o trânsito de Arujá está cada vez mais complicado na região central. Principalmente nas horas de pico as principais avenidas do centro ficam com o trânsito lento, inclusive na rotatória da Avenida Mario Covas e na região dos condomínios. Gabriel, disse que com a construção da segunda pista da Avenida Mario Covas, com a implantação do corredor de ônibus da EMTU e a construção de um Shopping Center no coração da cidade, a tendência é o trânsito entrar em colapso, isso se não houver planejamento. “O impacto no trânsito será drástico”, disse o Gabriel, e conclui: “Tem que haver uma iniciativa agora, tem que se fazer um planejamento para o futuro próximo”. 

BARRETO SIM, PIRITUBA NÃO
Diretores da Associação Movimento de Moradores do Parque Rodrigo Barreto compareceram a sessão ordinária da Câmara de Arujá, vestindo camisetas vermelhas com o logotipo da Associação e com os dizeres Parque Rodrigo Barreto SIM, Pirituba NÃO. A Associação do Barreto foi a primeira a questionar e não aceitar que o nome do loteamento passasse a chamar Pirituba. A decisão de o loteamento passar a se chamar Pirituba, não foi discutida com a população, pior ainda, como se vivêssemos numa ditadura, a população não foi nem informada, a decisão veio de cima pra baixo. Inclusive os Correios já estão utilizando o nome Pirituba, perda de tempo, terão que voltar atrás. A Associação de Moradores confeccionou um abaixo assinado e saiu às ruas do Barreto, perguntando se o morador era favorável à mudança de nome. A questão é unânime, ninguém, absolutamente ninguém é a favor da troca de nome. Já são 34 anos que o maior bairro é conhecido por Parque Rodrigo Barreto. O abaixo assinado já tem cerca de 2 mil assinaturas. O vereador Wilson Ferreira (PSB) apresentou um projeto de lei em que mantém o nome Parque Rodrigo Barreto para o maior loteamento de Arujá e que passará a ser de fato o maior bairro do município.  

PAI DA CRIANÇA
Na sessão passada da Câmara de Arujá, o vereador Paraíba Car (PSDC) denunciou que um carro oficial do Legislativo sofreu uma batida (a lataria ficou amassada), mas que nem um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado na delegacia local. Paraíba falou que os carros da Câmara são usados para passeios, inclusive rodam de madrugada. Pois é, o pai da criança apareceu. O vereador Cocera Cabelo (PR) apresentou um documento da Tribuna na última Sessão do Legislativo, e disse que se tratava do registro do BO do carro acidentado.  









domingo, 16 de fevereiro de 2014

MORADOR DO BARRETO GANHA PROCESSO DEFINITIVO DE USUCAPIÃO. JUIZ MANDA QUE SE PROCEDA REGISTRO DE SENTENÇA DECLARATÓRIA (MATRÍCULA) DE USUCAPIÃO

Joseph Goebbels, Ministro de Propaganda do Adolf Hitler, disse uma frase que ficou célebre no mundo todo: “Uma mentira repetida mil vezes, torna-se verdade”. Pois, foi exatamente isso o que foi feito durante décadas no Parque Rodrigo Barreto, ou seja, através de uma lavagem cerebral, implantaram uma mentira de que os moradores do Barreto não teriam direito ao USUCAPIÃO. Quem implantou essa mentira no bairro? Ora, o prefeito Abel Larini (PR) e o Valter Luongo (proprietário da Continental). A estratégia deu tão certa que até hoje a maioria dos moradores do Barreto diz que aqui ninguém tem direito ao benefício judicial. Pois, a mentira caiu por terra, e a verdade veio à tona. Aí está o documento definitivo do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em que o Juiz de Direito David de Castro Pereira Rio, MANDA QUE PROCEDA AO REGISTRO DA SENTENÇA DECLARATÓRIO DE USUCAPIÃO. O primeiro morador do Barreto a receber a matrícula de USUCAPIÃO, é o Joaquim Viana que mora na Avenida B. Observem que no documento do Tribunal de Justiça, Comarca de Santa Isabel, está registrado “com trânsito em julgado”. Também está registrado que foi deferido aos requerentes os benefícios da gratuidade processual. O processo que valia na época (como também está registrado no documento) R$ 5.000,00 foi feito de graça pela Associação Movimento de Moradores do Parque Rodrigo Barreto. Aliás, todas as pessoas na época (2005) que deram entrada com a ação de USUCAPIÃO não pagaram nada. Hoje estão cobrando cerca de 8 mil reais para um processo de USUCAPIÃO. Várias pessoas já ganharam o USUCAPIÃO, mas o Joaquim Viana foi o primeiro a receber a matrícula. Ou seja, o imóvel agora é dele, ninguém não pode mais contestar a propriedade do Sr. Joaquim Viana.

Vitória histórica resgata a verdade




Fora aqueles que são capachos do Valter Luongo e sempre mentiram a respeito do processo de USUCAPIÃO, tem também os inocentes úteis (massa de manobra) que foram usados no Barreto para disseminar a mentira. Para esses inocentes úteis (ignorantes) faltou à informação, a leitura da lei. No Parque Rodrigo Barreto, está cheio de mau caráter, de canalhas, de pessoas de baixa estatura moral, que apesar de saberem a verdade, sempre falaram a mentira por interesses escusos e às vezes pequenos. A luta dos diretores do Movimento de Moradores do Parque Rodrigo Barreto foi árdua, dura, pois enquanto a Associação falava a verdade sobre o processo de USUCAPIÃO, a maioria das pessoas do bairro não acreditava, enquanto a Associação falava a verdade, a prefeitura mentia, enquanto a Associação falava verdade, a Continental através de seus funcionários e capangas mentia, enquanto a Associação falava a verdade, advogados picaretas e imorais mentiam (como alguns mentem até hoje). Enfim, de todas as conquistas da Associação de Movimento de Moradores do Parque Rodrigo Barreto nos últimos 20 anos, essa, sem dúvida foi uma das maiores, pois, a Associação venceu a prefeitura, a Continental, a descrença do povo, os advogados picaretas, e a pequena elite burguesa dessa cidade, que tentava ridicularizar a Associação quando foi proposto as ações de USUCAPIÃO.  Parabéns para o Joaquim de Macedo e demais diretores da Associação. 


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Coluna Curtas e Diretas de Santa Isabel

HONORIO ROCHA
MTB 64749


Falta de água: Não se fala em outra coisa em Santa Isabel
 O comentário na cidade inteira de Santa Isabel não poderia deixar de ser a falta de água. A falta de água no município de Santa Isabel não sai da pauta da Câmara de vereadores. A falta d’água se tornou conversa cotidiana nas redes sociais de Santa Isabel. São reclamações, xingamentos, denúncias, e apontamentos de soluções. A falta de água é tema recorrente no prédio do Paço municipal e nas secretarias municipais. A falta de água está todas as semanas nos jornais de Santa Isabel. Enfim, a falta de água em Santa Isabel está na boca do povo. Mas ninguém, absolutamente ninguém, conseguiu ainda resolver o problema da falta de água na cidade, e nem conseguirá. Creio que o problema só será amenizado, depois desse verão de 2014. Quanto ao futuro, como diz o povo, a Deus pertence. Será que a Sabesp redimirá os isabelenses de tantas humilhações e privações? 

Donas de casas questionam contas de água
 Algumas donas de casa que compareceram na sessão da Câmara de Santa Isabel para protestar contra a falta de água na cidade, estão indignadas e revoltadas com as últimas contas de água que receberam. Moradora do bairro Eldorado, uma mulher mostrou a conta referente a dezembro de 2013 com valor de mais de 200 reais, e a de janeiro de 2014, com valor de 198,00 reais. “Acontece que minhas contas sempre vieram abaixo de 50 reais, teve mês que paguei 30 reais, e naquela época (antes de dezembro de 2013) ainda tinha água nas torneiras. Agora que nós estamos sem água no bairro vem esse absurdo de conta”, esbravejava a mulher, que veio pedir ajuda aos vereadores. “Não vou pagar esse absurdo de dinheiro, pode cortar a água, não faz diferença, não tem água mesmo”, disse a dona de casa.

Protesto contra falta de água
 Os protestos em Santa Isabel contra a falta de água estão se avolumando. Começou com o protesto do bairro Novo Éden, depois Vila Guilherme e agora Jardim das Acácias. Houve também um protesto na Câmara na última sessão com direito a leitura de manifesto da Tribuna e exibição de cartazes. Mas, convenhamos para a brutal falta de água no município que atinge drasticamente metade da população, os protestos são tímidos e contidos. Um morador antigo de Santa Isabel, disse que se essa falta de água fosse em algum bairro de São Paulo, povo já tinha destruída a sede da Sabesp.

Recuperação da Rodovia SP 56
A recuperação da SP 56 (Rodovia Vereador Albino Rodrigues Neves entre Arujá Santa Isabel, e Rodovia Joaquim Simão entre Santa Isabel e Igaratá) está sendo feito pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem). Na verdade, o que dá para perceber é que não se trata de uma recuperação da Rodovia, mas sim de uma manutenção, pois somente estão recebendo asfalto novo os trechos mais críticos, mais deteriorados. Estão remendando a pista. Em muitos trechos, principalmente entre Santa Isabel e Igaratá, a maioria da Rodovia ficará sem asfalto novo, os trechos com asfalto velho em razoável estado de conservação serão mantidos intactos. Outro dado preocupante é que até hoje a Rodovia se encontra sem a sinalização de solo, o que pode causar acidentes, principalmente à noite. A pavimentação do acostamento da Rodovia também não foi iniciada. O acostamento só tem pedriscos e areia.

Movimentação de terra
A polêmica iniciada na sessão ordinária da Câmara da semana passada, sobre a movimentação de terra na Rodovia Presidente Dutra em Santa Isabel, continuou rendendo na sessão do dia 11 de fevereiro. Na sessão do dia quatro de fevereiro, o vereador Clebão do Posto (PR) solicitou através de requerimento que o Executivo apresentasse documentação sobre o referido empreendimento. Na ocasião, 10 vereadores votaram contra e rejeitaram o pedido do vereador Clebão. Na última sessão da Câmara, o vereador Odilon (PP), um dos que também votaram contra o requerimento do vereador do PR, escolheu como alvo dessa vez, o jornalista e proprietário do jornal Agora News.

Odilon desanca dono do jornal Agora News
Ele desancou e ameaçou seu desafeto. “Por que ele não veio (hoje na Câmara). Semana passada ele estava aqui dando risadinha”. Odilon criticou o editorial do último número do jornal Agora News. “O editorial levanta suspeita contra os vereadores da Câmara, com relação ao empreendimento da pedreira na Rodovia Presidente Dutra”. Odilon ameaçou revelar o conteúdo de uma gravação (vídeo e áudio) em que o personagem seria (supostamente) o Dagnei. Odilon, disse da Tribuna que o vídeo revelaria uma (suposta) negociação (de valores) entre o dono do jornal Agora News, e uma pedreira de Santa Isabel.

Clebão e Orlando Paixão
O vereador Clebão do Posto (PR) disse de forma veemente da Tribuna, que não é contra instalação de pedreiras no município de Santa Isabel. Ele disse que é a favor de geração de emprego, de geração de renda para a cidade. Entretanto, ressaltou que tudo tem que ser feito dentro de um parâmetro, dentro da legalidade.  Por sua vez, o vereador Orlando Paixão (PT) disse que uma resposta da Ouvidoria da CETESB do dia 28 de outubro de 2013, com relação à movimentação de terra na Rodovia Presidente Dutra, informava “que na (referida) área não consta nenhum licenciamento autorizado por esta Agência Ambiental de Mogi das Cruzes”.

Secretaria de Serviços 1
O presidente da Câmara de Santa Isabel, Luizão Arquiteto (PR) criticou duramente o Secretário de Serviços Municipais. Sim citar nome, ele disse que o Secretario é um incompetente, e que se hoje a cidade se encontra nessa situação de abandono e caos, a Secretaria de Serviços de Santa Isabel tem uma grande parcela de culpa. Ele citou a sujeira nas vias públicas de Santa Isabel, e disse também que a Estação de Tratamento do ETA 1 (Treze de Maio) se encontra abandonada e suja.  

Secretaria de Serviços 2
Luizão Arquiteto, disse que se dirigiu até o ETA 1, e adentrou nas dependências da estação de Tratamento, sem ser incomodado por ninguém, subiu até os reservatórios onde a água passa por purificação e não apareceu nenhum funcionário. Ele disse que se alguém quisesse sabotar o reservatório, jogar produtos químicos na água, ou fazer o que bem entendesse lá, teria sucesso. Lembrando que o ETA 1 abastece 70%  da população de Santa Isabel. Ele também falou que ficou estarrecido com a sujeira dentro dos tanques de água onde é feito a potabilidade da água, se é que podemos chamar assim.

MANIFESTO SOBRE FALTA DE ÁGUA, DO JOVEM ALAN FERNANDES É LIDO NA CÂMARA DE SANTA ISABEL, EM SESSÃO ORDINÁRIA

Este é o Manifesto do cidadão Alan Fernandes, morador do Parque Santa Teresa, que foi lido na sessão da Câmara de Santa Isabel no dia 11 de fevereiro de 2014. Segundo o Alan, as pessoas que lotaram as dependências do plenário da Câmara para protestar (pacificamente) contra a falta de água que assola Santa Isabel, foram convocadas através de redes sociais. Boa parte dos vereadores parabenizou o Alan, e fizeram comentários sobre o Manifesto.

Por ALAN FERNANDES

Boa noite nobres vereadores, venho mui respeitosamente apresentar-lhes este manifesto, e desde já deixo bem claro que participo de um movimento totalmente apartidário. Venho até vocês, representar a população de Santa Isabel que não agüenta mais tamanha falta de respeito para com os seus moradores. Temos bairros que estão há mais de oito dias sem água, enquanto outros bairros permanecem com o fornecimento normalmente, isso não seria problema caso não houvesse desperdício por parte destes moradores contemplados. Sabemos que se iniciou uma campanha para que não haja desperdício de água, porem, a fiscalização é falha e os gastões saem impunes.

A falta de chuva realmente colabora para falta da água, e temos pleno conhecimento em relação a isso, estamos passando por um período de estiagem devido a uma grande massa de ar seco que impede que as frentes frias cheguem a região Sudeste, porém, tudo isso poderia ser previamente constatado pela previsão do tempo com até um ano de antecedência caso a prefeitura da cidade tivesse contratado os serviços de um empresa de meteorologia. 

Então atribuímos esta falta de água a administração, que por mais que esteja buscando soluções para o problema, poderia ter o evitado, poupando esforços e dinheiro, com PLANEJAMENTO estaríamos atravessando este período com um pouco mais de dignidade. Sentimos muito pelos pais de família que após um longo dia de trabalho tenham que enfrentar filas nas bicas da cidade, que, diga-se de passagem, não possuem condições de atender a população devido à água imprópria para consumo, o que já foi comprovado laboratorialmente em outras ocasiões.

Sabe-se que a prefeitura arrecada mensalmente a importância de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) com a cobrança das contas de água, e que este dinheiro não é investido no setor, sabemos que o D.A.E. (Departamento de Água e Esgoto) ESTÁ SUCATEADO e não tem condições de enfrentar esta situação de caos com qualidade. Gostaríamos de respostas e soluções, sabemos que talvez não seja possível ainda para este verão, porem já estamos nos precavendo em relação aos próximos anos.

Lembramos que a administração culpa os mandatos passados e a falta de chuva pela situação que estamos passando, mas deixamos claro que NÃO É SÓ A FALTA DE CHUVA que nos está fazendo passar por isso, e apesar das administrações passadas terem a sua parcela de culpa, o atual governo já teve um ano para aprender com os erros antigos e melhorar a nossa situação.

Uma escassez de água como a que estamos enfrentamos jamais foi vista em anos recentes nesta cidade, e por mais que atravessamos períodos de seca, jamais sofremos tanto pela falta de água como agora. A população quer saber, quando tudo isso irá acabar?

Hoje, saímos de nossas casas e viemos atrás dos nossos representantes, eleitos democraticamente por nós, e que nos representam diante deste problema. Água é um direito de todos, e hoje estamos aqui para lutar por este direito, assim como cobramos educação, saúde e segurança, cobramos dos senhores mais atitude perante os cidadãos isabelenses, pois estamos passando por um problema jamais visto recentemente por aqui.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Moradores do Jardim das Acácias protestam contra falta de água e fecham Estrada do Montenegro

Foto de Gisele Machado: Moradores colocam galhos de
árvores na estrada do Montenegro
Os moradores do Jardim das Acácias, em Santa Isabel, realizaram no início da noite do dia 12 de fevereiro, uma manifestação pela falta de água no bairro. A Estrada do Montenegro, principal via de acesso ao Jardim das Acácias e toda a região do Montenegro, foi fechada pelos manifestantes com galhos de árvores e outros materiais. Segundo os moradores, quatro viaturas da Polícia Militar compareceram ao local, mas o protesto não teve tumulto nem baderna. Conforme uma moradora (Marinês Modenese) os manifestantes fizeram um acordo com a Polícia Militar: a Estrada do Montenegro permaneceria fechada por 20 minutos, e aberta ao trânsito por 10 minutos. Ela disse ainda que famílias inteiras com crianças participaram do protesto.  Além do pedido de água, os munícipes querem a reabertura de um poço artesiano que existe no bairro, e que teria sido desativado na gestão do prefeito Hélio Buscarioli.  “Os moradores resolveram ir para a rua para chamar a atenção das autoridades para a recorrente falta de água que assola o bairro desde dezembro do ano passado. O bairro todo é afetado pela falta de água, mas nos pontos mais altos, as famílias ficam até quatro dias consecutivos sem uma gota nas torneiras. Os moradores da partes mais altas do bairro, não suportam mais ficar sem água e depender de caminhão pipa para abastecer suas caixas. Queremos saber também qual é a verdade sobre o poço artesiano”, disse Marinês. A única pessoa ligada à administração municipal que compareceu ao ato foi o Capitão Martins (Secretário de Segurança). No início, o Capitão Martins não foi bem aceito pelos manifestantes, que em coro gritavam: “Fora, fora, fora!”. Mais depois, segundo a Marinês, Martins se propôs a agendar uma reunião com prefeito Gabriel Bina (PV) e a comunidade do Jardim das Acácias. A reunião estaria até marcada, seria para o dia 13 de fevereiro, as 15 horas.
Foto de Marinês Modenese: Mulheres 
impedem avanço de ônibus
municipal no bairro dos 
Acácias

“Na época do poço artesiano não faltava água no bairro”


Os moradores do Jardim das Acácias convivem com a distribuição irregular de água há muitos anos. Mas, desde dezembro do ano passado, a situação piorou de forma drástica, e, é comum as famílias, principalmente dos pontos mais altos, ficarem até quatro dias consecutivos sem água. O reservatório de água do bairro (do sistema municipal) está sempre vazio, dizem os moradores. Outro fato que intriga as famílias, é que até hoje eles não sabem por que o poço artesiano que servia a comunidade foi desativado. Os moradores mais antigos, dizem que nos oitos anos (um dizem que foram seis anos) em que o poço esteve ativo, nunca faltou água no bairro, além de água ser de excelente qualidade. Enfim, os moradores do Jardim das Acácias querem explicações do Prefeito Gabriel Bina.  



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Homem com fratura no tornozelo aguarda cirurgia há 42 dias, em Arujá

Sem perspectivas: Donizete não sabe
  quando e onde vai fazer a cirurgia
Um homem de 37 anos, que mora de favor numa chácara de verduras no bairro da PL, em Arujá, está sofrendo um drama há quase um mês e meio.  Ele levou um tombo e fraturou o tornozelo. Na verdade faz 42 dias (o acidente foi no dia 5 de janeiro) que Donizete Aparecido Vieira da Cruz, 37 anos, nascido em Arujá, está numa lista de espera da Secretaria de Arujá para passar por cirurgia no tornozelo (pelo menos ele crê que está na lista de espera). Ele passa a maior parte do dia sentado ou deitado, e quando se locomove, o faz com grande dificuldade, se apoiando em uma única muleta velha de madeira. Como ele é alcoólatra, a família se distanciou e quem cuida dele, para que o mesmo não fique largado na rua, são as pessoas que trabalham na chácara de verduras. Ele já trocou a tala e as faixas que cobrem o tornozelo lesionado e que cobre boa parte da perna, quatro vezes no Pronto Atendimento de Arujá. O paciente também já esteve no Hospital de Ferraz de Vasconcelos, mas de forma inexplicável, foi mandado de volta para Arujá, sem o procedimento cirúrgico. “Fui de ambulância para Ferraz de Vasconcelos, pensei que ia operar o tornozelo, mas não me operaram”, disse o Donizete. Várias radiografias foram feitas no tornozelo do paciente, e segundo o Donizete, o médico disse que é caso de cirurgia. Também, segundo o Donizete, não foi prescrito remédio nenhum. O mais inconformado com a triste história é o dono da Chácara que não sabe mais o que fazer ou a quem apelar.  “É muito desumano o que estão fazendo com rapaz, não é possível uma pessoa ficar esperando atendimento médico, ficar esperando uma operação no tornozelo há mais de um mês. O pior é que não existe perspectiva de solução para o caso, pois o Pronto Atendimento e a Secretaria de Saúde de Arujá não informam nada”. Por enquanto, o homem vai ficar do jeito que está sem poder trabalhar, sem poder andar, vivendo de favor e sentindo muitas dores no tornozelo. O dono da Chácara, disse que vai levar ele novamente para o Pronto Atendimento de Arujá, e vai exigir uma solução para o caso do Donizete.  

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

CURTAS E DIRETAS ARUJÁ

HONORIO ROCHA
MTB 64749

AUDIÊNCIA PÚBLICA
Comissão de vereadores, composta pelo Rogério da Padaria (PT), pelo Renato Caroba (PT) e Castelo Alemão (PTB) será responsável pela organização da audiência pública que será realizada para esclarecer a população sobre os problemas fundiários do bairro. Essa audiência pública também vai facultar à população do Barreto tomada de decisão. Quem sugeriu a audiência pública foi a Defensora Pública Sabrina Nasser, que compareceu na semana passada no Parque Rodrigo Barreto. Segundo o vereador Rogério, ainda não tem data e nem local definidos para a audiência. Mas, ele adiantou que serão convidados membros da Defensoria Pública de São Paulo, membros do Judiciário de Arujá, vereadores, advogados, representantes da prefeitura e da OAB, e a população, naturalmente. 

USUCAPIÃO
O vereador Wilson Ferreira (PSB) parabenizou os moradores do Parque Rodrigo Barreto, e a Associação Movimento de Moradores do Parque Rodrigo Barreto, tanto pela presença da Defensora Pública no bairro, como pela vitória definitiva de um morador no que diz respeito ao processo de Usucapião.  Ele também citou o nome das advogadas Márcia e Ilka Batista, que estavam assistindo a sessão, “pois ele (Wilson) sempre comungou das mesmas idéias e do mesmo trabalho das advogadas, que sempre disseram que o Usucapião é uma alternativa para os moradores do Parque Rodrigo Barreto”.  

GUARDA MUNICIPAL 1
O vereador Wilson Ferreira (PSB) alertou da Tribuna da Câmara, que a criminalidade está crescendo em Arujá: são roubos, furtos, roubos de carros, saidinha de bancos. “Está uma calamidade pública em Arujá a área de Segurança Pública”. Wilson Ferreira cobrou solução do Executivo para o problema do concurso público dos Guardas Municipais que está parado no Judiciário.

GUARDA MUNICIPAL 2
O vereador Gil do Gás (PRB) falou que o concurso público para selecionar Guardas Municipais se arrasta desde 2011. Ele argumentou ainda, que em Arujá faltam policiais militares, que preferem ir embora para trabalhar em outras cidades, onde ganham mais, devido ao Pró-Labore ser melhor do que em Arujá. Gil do Gás, falou ainda que os membros da Guarda Municipal trabalham desarmados, e que é difícil enfrentar a criminalidade sem armas.

DINHEIRO DESVIADO......
Gil do Gás (PRB) também denunciou da Tribuna da Câmara que tem vereador (ele não disse o nome do vereador, muito menos se é de Arujá) que pega parte do salário do assessor parlamentar. Ele citou que um vereador que ficava com parte do dinheiro de uma assessora, mandou a assessora embora, com a promessa de que daqui a seis meses a recontrataria. Gil do Gás, disse que a assessora deveria registrar um Boletim de Ocorrência, mas ressaltou que é difícil, pois a assessora no caso não assinou recibo do dinheiro do seu salário que era repassado ao vereador. Todo mundo que estava assistindo a sessão da Câmara, disse que o vereador Gil se referia sobre a Câmara de Arujá.   

......DO ASSESSOR PARLAMENTAR
Não é de hoje, que corre boato em Arujá, de que determinados vereadores ficam com parte do dinheiro do assessor parlamentar, que são regidos pela CLT. Os assessores aceitam essa ilegalidade e humilhação, pois temem ficar desempregados. O dinheiro desviado do salário do assessor seria para manter os gastos do mandato do vereador.

BOMBEIROS DE ARUJÁ
O vereador Castelo Alemão (PTB), disse que o Corpo de Bombeiros de Arujá está numa penúria incrível. Ele declarou que hoje a cidade só tem uma viatura do Corpo de Bombeiros, até pouco tempo eram quatro viaturas que serviam o município. Ele falou também, que o número de soldados bombeiros diminuiu também.

CARRO OFICIAL
Paraíba Car (PSDC) denunciou na Tribuna da Câmara que tem vereador (ou seria assessor) que passeia com o carro oficial da Câmara de madrugada. Em um desses passeios, Paraíba disse que o motorista bateu o carro. O carro está batido (sem conserto) até hoje, disse o Paraíba, acrescentando que nem BO foi feito.

MANOS’S X FACEBOOK
O vereador Mano’s (PSB) disse que faltou a primeira sessão da Câmara de 2014, devido ter ido fazer exames médicos. Disse ainda: “Já colocaram no Face que o Mano’s não trabalha”. 

TORNOZELO QUEBRADO
O vereador Castelo Alemão, disse que a situação da saúde pública de Arujá está ruim, principalmente para os pacientes que precisam fazer cirurgias ortopédicas. Ele disse que tem um rapaz que trabalha com verduras numa chácara de verdureiros na PL, que está com o tornozelo quebrada há mais de um mês. O rapaz foi encaminhado ao Pronto Atendimento (PA) central, foi medicado e mandado de volta para casa, para aguardar uma transferência para um hospital referência da região, para operar a fratura da perna. Acontece que não tem vagas para transferência, disse o vereador Castelo. Ele teme pelo pior, que o rapaz tenha que amputar a perna.













sábado, 8 de fevereiro de 2014

Curtas e Diretas (Santa Isabel)

Honório Rocha
MTB 64749

CLIMA TENSO
Nessa semana o clima estava tenso no bairro Novo Éden. Motivo: falta de água outra vez. No dia 3 de fevereiro, revoltadas, algumas donas de casas atearam fogo em objetos velhos, no meio de uma rua do bairro. A manifestação tinha por objetivo chamar a atenção das autoridades para a freqüente falta d’água no bairro. “São cinco dias sem uma gota d’água na torneira”, bradava uma mulher que participou da manifestação. Várias viaturas da polícia militar chegaram ao local, mas os ânimos não serenaram.

ÂNIMOS ACELERADOS
Os ânimos só se acalmaram um pouco, quando dois caminhões pipa enviados pela prefeitura começaram a abastecer as residências do Novo Éden. Mesmo assim, as donas de casa, diziam que os caminhões eram poucos para a quantidade de famílias sem água. Boa parte dos moradores do Novo Éden, afirmam que buscam água na bica do bairro Treze de Maio para consumo e para fazer comida.

INUSITADO
A situação é tão drástica que uma moradora, disse que foi obrigada a entrar no mato e tomar banho em uma cachoeira da região. Outra dona de casa, falou que saiu de Santa Isabel e foi para o município de Arujá, exclusivamente para tomar um banho. Outra moradora do Novo Éden, afirmou que toma banho de canequinha (sem se ensaboar) para dormir. A revolta é geral no bairro, que vem sofrendo com o desabastecimento desde o início de dezembro de 2013.

ENFEITE
Os moradores do Novo Éden que são vizinhos do reservatório de água, dizem que a caixa (cilíndrica) só serve de enfeite, pois permanece a maior parte do tempo vazia. “É raro essa caixa encher, mas quando acontece isso, a água sai por baixo (a caixa estaria enferrujada e com furos) e também sai por cima, pois parece que o dispositivo automático que desliga a água está quebrado”, disse um vizinho da caixa d’água. Ou seja, quando tem água, é a própria prefeitura que desperdiça, por falta de manutenção.                 

O QUE OS OLHOS NÃO VÊ...
As bicas em Santa Isabel são hoje as maiores fornecedoras de água para a população. Não é a prefeitura e muitos menos os distribuidores de água (que estão vendendo bastante). A bica que o povo acha a água de melhor qualidade é a bica do bairro Treze de Maio. Alguns moradores que abasteciam galões de 20 litros no Treze de Maio, disseram que moram na Avenida Brasil, mas que não confiam na bica de lá.

....O CORAÇÃO NÃO SENTE
Eles dizem que é uma heresia a prefeitura ter um laudo que mostra que a bica do 13 de Maio está contaminada com coliformes fecais, quando a água que chega nas torneiras das casas é escura e fedida, e “não dá nem para tomar banho, pois dá coceira no corpo”. Depois das 18 horas, na bica do 13 de Maio, forma-se uma fila longa para pegar água. A maioria vem de outros bairros, às vezes vem à família toda, e, enquanto os galões recebem a água, tanto adultos como crianças “bebem a água boa da bica”. O que os olhos não vê o coração não sente. Ora, quando o cidadão vê aquela água amarronzada e fedida saindo da torneira, lógico que ele não vai beber. Entretanto, uma água fresquinha e clarinha saindo da bica são atraentes aos olhos, e será consumida com prazer. 

ASSINATURA
O Prefeito Gabriel Bina (PV) em entrevista para a TV Diário de Mogi, disse que tentou implantar o rodízio de água na cidade. “Mas o sistema é muito antigo, 25, 30 anos, sem fazer nenhum investimento. Se mexer nos registros, corre-se o risco de estourar os registros, ou seja, pode haver vazamentos em vários pontos”, explicou o prefeito. O chefe do Executivo, disse ainda que para se furar um poço artesiano leva-se de 15 a 20 dias. Ele falou ainda na reportagem que em até seis (6) meses, a prefeitura deve assinar um convênio com a Sabesp.

PRECIPITAÇÃO?
É no mínimo estranho, para não dizer falta de competência. O prefeito anuncia para a imprensa (inclusive a assessoria de imprensa municipal também divulgou) que possivelmente seria implantado o rodízio de água em Santa Isabel . Ora, que o sistema é obsoleto, quase sem manutenção, isso é público e notório. Será que houve precipitação por parte da prefeitura em anunciar o rodízio? Será que não tem ninguém no Departamento de Água para avisar o prefeito que um hipotético rodízio poderia danificar o frágil sistema de água em Santa Isabel?

ÁGUA, ÁGUA, ÁGUA
A falta de água voltou a assolar com violência vários bairros de Santa Isabel. De novo, as reclamações se concentram mais nos bairros da Vila Gumercindo, Vila Guilherme, Jardim das Acácias, Eldorado, Jardim Portugal, Novo Éden e Avenida Brasil. “A água, na verdade, vêm quase todos os dias”, disse um comerciante da Vila Guilherme. “O problema é que quando a água chega na parte baixa da cidade, as pessoas começam a lavar roupa, lavar quintal, lavar louça, lavar carros, aguar jardins, e até banhos em cachorros, já vi. O que acontece, é que antes que a água chegue aos bairros altos, ela acaba. Isso é um ciclo vicioso, acontece todos os dias, quem mora nos bairros altos é o mais prejudicado, dificilmente a água chega”.

6 POR MEIA DÚZIA?
Logo no início de seu segundo ano de mandato, o prefeito Gabriel Bina, trocou três secretários municipais. No Planejamento entra a arquiteta e vereadora Teresinha Pedroso, sai o engenheiro Daniel Polydoro. Na pasta do Turismo sai o Thiago Correia e entra o Alencar Galbiati. Por fim, se despede da Secretaria de Finanças Valter Neu, e entra o Carlos Alberto Lopes. Será que trocaram 6 por meia dúzia?

TIME QUE ESTÁ GANHANDO...
Existe uma máxima no futebol que serve para essa situação: “em time que está ganhando não se mexe”. Se o prefeito mexeu é por que o time estava perdendo, não estava bem. A troca de secretários trata-se na verdade de mais um desgaste político do Prefeito Gabriel Bina.  Ademais, dança de nomes, não representa absolutamente nada para a população. O único jeito nesse momento de o prefeito recuperar um pouco de credibilidade e popularidade, seria acabar com a falta de água. Mas como sabemos que isso não vai acontecer tão cedo, é esperar pela chuva que também está conspirando contra o prefeito Gabriel Bina.

RANGER DE DENTES
Dizem que os critérios para a troca de secretários em Santa Isabel seguiu também a regra do apadrinhamento político. Houve ranger de dentes de alguns vereadores, acompanhados de recados: “Se mexerem nos meus apadrinhados, vou para a oposição”. O prefeito já está na berlinda, acuado pelo povo e pela Câmara, então houve um recuo estratégico e alguns nomes que foram cogitados pela municipalidade para sair, acabaram ficando, seria o caso do Capitão Martins.

NOTÍCIA BOA NÃO EXISTE.....
As notícias ruins não param de pipocar em Santa Isabel. Se não bastassem os carros de luxo que o prefeito recém empossado pediu, se não bastassem as criações de novas secretárias e todo os gastos financeiros que isso acarretou, se não bastasse as estradas de terra ruins como sempre, se não bastasse a reclamação geral da sujeira na cidade, vem a notícia de que a empresa de ônibus (concessionária do município) extinguiu várias linhas que serviam, principalmente a zona rural, e pasmem, com a complacência do prefeito.

.....EM SANTA ISABEL
Ora, todo mundo sabe que a população exige melhorias, e que as cidades evoluem. Em Santa Isabel, não. Por aqui as coisas regridem, andam para trás. Antigamente não existia problema de abastecimento de água em Santa Isabel. De 10 anos para cá, a situação está cada vez mais grave pela combinação de dois fatores fundamentais: por conta do aumento da população e pela falta de investimento no sistema de água de vários prefeitos que por aqui passaram. A população rural também cresceu, lembrando que o município de Santa Isabel é um dos maiores da região do Alto Tietê. Por conta disso, é óbvio que o transporte público nas áreas da zona rural teria que ter um crescimento, uma melhoria para a população, mas ocorre o inverso, ou seja, em vez de aumentar o número de ônibus e de linhas para essas pessoas, a empresa de transporte mancomunada com o prefeito, extingue linhas, e o povo que se dane, que ande a pé, quem mandou não ter carro.




























Depois de manifestações por falta de água, prefeitura envia caminhões pipa para os moradores do Novo Éden

Douglas Ribeiro sofreu queimaduras de 1º
e 2º graus
Caminhão pipa abastece casa no Novo Éden
A recorrente falta de água deixou o clima tenso no bairro Novo Éden em Santa Isabel nesta última semana. Revoltados com cinco dias consecutivos sem água nas torneiras, as donas de casa do Novo Éden, resolveram se mobilizar e realizaram um protesto para chamar a atenção das autoridades de Santa Isabel. Numa atitude radical, as mulheres atearam fogo em materiais velhos em plena via pública, obstruindo a passagem dos automóveis. As manifestantes informaram que logo várias viaturas da Polícia Militar chegaram ao local, mas não houve tumulto nem incidentes. A manifestação acabou dando certo, pois logo depois de atearam fogo em objetos velhos na via pública, a prefeitura enviou dois caminhões pipas para abastecer o bairro. Os caminhões ficaram praticamente o dia inteiro no bairro. Apesar de os dois caminhões pipas estarem servindo o bairro, houve bate boca entre moradores que queriam encher suas caixas de água. Apesar de tudo, as donas de casa dizem que os caminhões pipas são apenas um quebra galho, elas exigem que o prefeito resolva o problema e normalize o abastecimento de água, pois “as contas de água, apesar de não ter água estão chegando com valores altos”. A falta de água que os moradores do Novo Éden vêm sofrendo desde dezembro de 2013 é tão grave que uma moradora disse que entra no mato para tomar banho em uma cachoeira.  Outra dona de casa, falou que vai até o município vizinho (Arujá) para tomar banho, e por fim, uma moradora que participou das manifestações, falou que toma banho de canequinha para dormir, sem se ensaboar. Os moradores, dizem ainda que água para beber, ou se vai buscar na bica do Treze de Maio, ou se vai até o supermercado comprar, a situação é terrível. Vizinho do reservatório de água, um morador disse que caixa de água (cilíndrica) do Novo Éden só serve de enfeite, pois a caixa passa vazia a maior parte do tempo.  “Quando a caixa enche (o que é raro) a água vaza por baixo (a caixa estaria enferrujada e com furos) e também por cima, pois ao que tudo indica, o dispositivo automático que desliga a água está quebrado.  

Rapaz que sofreu queimadura de 1º e 2º graus, precisa tomar de 3 a 4 banhos por dia

Uma família está vivendo um drama no bairro Novo Éden. Douglas Ribeiro Ferreira, 29 anos, morador da Rua Marçal, sofreu queimaduras de 1º e 2° graus na empresa que trabalha. Dona Elza, mãe do Douglas, disse que ele precisa tomar de 3 a 4 banhos por dia devido as queimaduras que sofreu, principalmente nas costas. “O médico disse que para acelerar as cicatrizes das queimaduras, ele tem que tomar ao menos 3 banhos por dia. Mas aqui no Novo Éden, está faltando água direto, a gente pede que a prefeitura traga caminhão pipa aqui para a gente”, disse dona Elza. 

 

Moradores exigem reabertura de poço artesiano no bairro Jardim das Acácias

 

Poço artesiano desativado no governo Hélio
Buscarioli
No outro extremo da cidade, a situação é igual, os moradores do bairro Jardim das Acácias, passam até quatro dias sem água nas torneiras. “A água até chega de madrugada, às vezes até enche a caixa, mas acabamos ficando mais três ou quatro dias sem água”, disse a moradora Marinês Modenese. Além de tudo, afirmam as famílias do pequeno bairro, “a água é de péssima qualidade, vem escura e fedida”.  Marinês Modenese, disse que o José Martins de Oliveira (Zé da Mula-PV) é o único vereador que dá uma assistência aos moradores. “Ele conseguiu enviar alguns caminhões pipas para a comunidade”, disse a Marinês, acrescentando que infelizmente “ele não pode fazer mais pelos moradores do Acácia”. Entretanto, a maior reclamação dos moradores é com relação a um poço artesiano que existe no bairro e que foi desativado no governo Hélio Buscarioli.  Os moradores relatam que o poço artesiano funcionou durante oito anos, e que durante esse tempo em que esteve ativo, nunca faltou água no bairro, além de a água ser de boa qualidade. Até hoje a comunidade não sabe por que foi desativado o poço. Uns falam que poço desbarrancou, outros de que a água estaria contaminada por ferrugem, outra versão é de que a bomba estava queimando com freqüência, à verdade é que não houve nenhuma comunicação oficial sobre o fechamento do poço artesiano para os moradores. Marinês Modenese, disse que vai pedir ao vereador Zé da Mula, que faça um requerimento solicitando que o Prefeito Gabriel Bina (PV) reative o poço. “O prefeito disse que vai construir poços artesianos na cidade, aqui não precisa, nós já temos um, só é preciso que o prefeito reative o poço artesiano”.